As “Minhas” Notícias do Dia (11.05.07)

Acórdão da Relação "contra ideia de adopção" (Diário de Notícias)

«Vários juristas e especialista de Direito de Crianças e Família, assim como o psicólogo Luís Villas Boas, membro da comissão que reviu a lei da adopção, estão de acordo: o acórdão do tribunal da Relação de Coimbra que reduziu para metade a pena do sargento mas manteve a condenação por sequestro agravado, considerando que Luís Gomes agiu com especial censurabilidade e que só deve ser posto em liberdade para ajudar a desfazer "a ficção familiar que criou junto da sua vítima" é um acórdão "contra a ideia de adopção".»

Despedidos por ter VIH/SIDA (Jornal de Notícias)
«Apesar da legislação laboral portuguesa proteger os direitos dos portadores de VIH/sida impedindo as empresas de os despedirem é isso que acontece à maioria dos doentes que informa a entidade patronal do seu estado de saúde.»

Menos subsídio de desemprego (Diário de Notícias)
«Os desempregados que começaram este ano a receber o susbídio de desemprego estão a ser surpreendidos com valores mais baixos nas prestações face ao que esperavam e ao que está previsto na novo regime de protecção no desemprego, em vigor desde Janeiro. As diferenças variam entre 5 euros (para o valor mínimo) e 15 euros mensais, o que significa menos 61 ou 181 euros anuais.»

Portugal falha compromissos de ajuda aos países mais pobres (Jornal de Notícias)
«Portugal é segundo país da União Europeia que menos contribuiu para diminuir a pobreza no Mundo. No ano passado, a ajuda financeira correspondeu a 0,21% do Produto Interno Bruto (PIB), significativamente abaixo dos 0,33% que vários países, incluindo o nosso, se comprometeram a doar. No relatório de avaliação da Ajuda Pública ao Desenvolvimento, a Concord - Confederação Europeia das Plataformas Nacionais de ONGD (organizações não-governamentais de desenvolvimento) desmonta a hipocrisia dos discursos oficiais e conclui que, afinal, um terço do propalado apoio não se trata de ajuda real.»
publicado por MAV às 15:16