QUEM SOU



lic. em trabalho social
pg em int. social: criminologia
mestre em serviço social

trabalhador social

docente do ensino superior




membro da direcção

EM AGENDA

29/04/2011
Comunicação nas Jornadas Nortenhas de Mediação (Porto)
------------------
19, 20 e 21/05/2011
Formador do Curso Básico de Criminologia promovido pela AIDSS (Lisboa)
------------------

mais sobre mim

subscrever feeds

NAS REDES SOCIAIS

SUBSCREVO / APOIO

as minhas fotos

A partir de agora, e com o objectivo de agregar a minha página e o meu blog num único local, este blog passa a estar em http://miguelangelovalerio.wordpress.com

Quarta-feira, 31 DE Dezembro DE 2008

quem puder (e quiser) que me explique

Ainda relativamente ao post anterior e fazendo referência a esta notícia do Público, alguém me consegue explicar a congruência destas duas secções da notícia...

  1. O aumento do preço do pão “é inevitável” e que “nunca poderá ser inferior a cinco por cento”, devido ao aumento das despesas dos panificadores com energia e combustíveis.
  2. Nos transportes públicos, os passes sociais vão manter os seus preços pela primeira vez em 30 anos em 2009, devido à descida dos preços do petróleo.

A notícia refere-se sempre ao mesmo país, certo?

publicado por MAV às 14:56
Quarta-feira, 31 DE Dezembro DE 2008

boas entradas e preparem-se para 2009

Em declarações recentes à agência Lusa, o presidente da Associação de Comércio e Indústria da Panificação (ACIP), Carlos Alberto dos Santos, disse que o aumento do preço do pão “é inevitável” e que “nunca poderá ser inferior a cinco por cento”, devido ao aumento das despesas dos panificadores com energia e combustíveis.

[...]

Outro caso em que a subida dos preços ultrapassa o valor da inflação prevista pelo Governo é o da electricidade, com os preços das tarifas a subirem em média 4,9 por cento no próximo ano, com os consumidores domésticos a terem um aumento médio de 4,3 por cento, de acordo com a proposta aprovada pelo Conselho Tarifário da ERSE.

[...]

Já as portagens nas auto-estradas vão sofrer aumentos com base na inflação de Outubro, pelo que, segundo anunciou o Ministério das Obras Públicas, os preços deverão aumentar cerca de 2,2 por cento, com uma viagem Lisboa-Porto a subir 45 cêntimos e Lisboa-Algarve 50 cêntimos para os veículos ligeiros (Classe 1), anunciou hoje o Ministério das Obras Públicas.

[...]

Quanto a veículos, fonte da Associação Nacional das Empresas do Comércio e da Reparação Automóvel (ANECRA) disse anteriormente à agência Lusa que há um agravamento quer em termos de Imposto Sobre Veículos (ISV) quer de Imposto Único de Circulação (IUC), prevendo que a fiscalidade fará subir os preços médios em 2,1 por cento, fora o preço base praticado por cada marca.

[...]

Nas cartas seladas e franquias obtidas nas máquinas de vendas de selos, os preços aumentam um cêntimo, para 32 cêntimos.

 

Extractos desta notícia.

publicado por MAV às 14:52
Quarta-feira, 31 DE Dezembro DE 2008

por uma intervenção social do séc xxi

Uma situação com a qual os profissionais que intervêm no campo (do) social se debatem actualmente é, sem dúvida, a identificação dos limites da sua intervenção e os pontos de encontro entre as diferentes profissões. 

Obviamente, e como não poderia deixar de acontecer, cada grupo profissional defende e apresenta como suas as competências que lhes pertence. Os outros grupos, com maior ou menos conhecimento sobre a realidade profissional externa, criticam e colocam em causa a legitimidade dos outros para o exercício dessas mesmas competências. 

É, considero, uma situação normal. Cada grupo profissional defende a sua dama da forma que acha mais correcta, embora não poucas vezes esse debate sai do campo científico-profissional, e entra no campo do insulto pessoal.

Não será hora de todas estas profissões (estruturas sindicais, profissionais e educativas) se organizarem, se sentarem à mesma mesa sob um único objectivo: a sistematização e definição das articulações entre competências profissionais, elaborando, por exemplo, por área de intervenção "mapas de articulação das competências profissionais"? Tendo, claro, como principal beneficiário, o cliente...

Esta "estrutura" poderia até ir mais longe, com a criação duma "organização" que visasse a promoção da intervenção sobre em Portugal, onde se reflectisse por exemplo, e entre outros variadíssimos aspectos, as práticas deontológicas necessárias para a intervenção em equipa... E isto que aqui trago não é nada de novo.

Está a acontecer no Brasil, pelo menos entre a psicologia e o serviço social.

Está a acontecer na Europa, com a criação da ENSACT.

Será possível acreditar que em Portugal, é credível pensar que profissionais de áreas (permitam-me) relativamente similares, se podem juntar e organizar com vista a um bem comum. Ou será pedir de mais?

publicado por MAV às 12:12
Quarta-feira, 31 DE Dezembro DE 2008

teatro no ispgaya

Inserido no âmbito da Licenciatura em Serviço Social, os alunos do 2º ano que frequentam a UC de Dinâmicas de Grupo e Expressão Dramática transformaram a sala de aula num palco social, onde, a partir do Teatro, se pretende despertar o público para a reflexão sobre problemáticas sociais. Dias 6, 8, 13 e 15 de Janeiro de 2009, no Auditório do ISPGaya

 

A Arte pelo Social

Junte a Sua à Nossa Acção: Apareça e ajude a colorir o sorriso das crianças de Vila D´Este trazendo material escolar

Dia 06-01-2009 (16:15) - Cinderela (Bullying)

Dia 08-01-2009 (16:15) - Porquê a mim? (Mães adolescentes)

Dia 13-01-2009 (16:15) - Perto de Ti (Etnias)

Dia 15-01-2009 (16:15) - Não há só uma saída (Suicídio Juvenil)

 

Do Palco para a Vida

Pinta um sorriso nas crianças da Aldeia SOS, trazendo um material escolar

Dia 06-01-2009 (20:30) - Atelier de vida (Aborto)

Dia 08-01-2009 (19:30) - A tesoura que separa, a agulha que une (Cultura Religiosa)

Dia 13-01-2009 (20:30) - A vida por um fio (Suicídio no Idoso)

Dia 15-01-2009 (19:30) - O meu pequeno ditador (Ditadura Infantil)

 

[post actualizado - originalmente publicado em 16/12/2008]

 

publicado por MAV às 03:16
Terça-feira, 30 DE Dezembro DE 2008

natal tardio para os amigos de s. bento

Obras públicas até cinco milhões de euros podem ser feitas por ajuste directo

publicado por MAV às 23:27
Terça-feira, 30 DE Dezembro DE 2008

comunicação ao país (ii)

Ao contrário, meu caro...

Parece-me que só vai depender de Cavaco a dignidade com que Sócrates vai acabar o mandato, e não o contrário...

publicado por MAV às 04:41
Terça-feira, 30 DE Dezembro DE 2008

comunicação ao país...

Cavaco Silva fez uma segunda comunicação ao país sobre o Estatuto Político-Administrativo dos Açores. E fê-lo duma forma que, ao contrário da primeira, não deixa quaisquer dúvidas sobre o que está em causa. Uma comunicação forte, congruente e explícita e que dá um valente puxão de orelhas à má moeda...  é o papel do Presidente da República...

Cavaco Silva poderia ter ido mais longe. Tinha aqui a possibilidade de (legitimada por Jorge Sampaio ao fazê-lo com a existência duma maioria de suporte ao Governo) dissolver a Assembleia da República. Aliás, os argumentos que utilizou justificavam constitucionalmente essa atitude. Disse que estava "em causa é o superior interesse do Estado português", que esta lei "introduz um precedente muito grave: restringe, por lei ordinária, o exercício das competências políticas do Presidente da República previstas na Constituição" e que assim estava em causa a "lealdade no relacionamento entre órgãos de soberania". Muito mais do que os argumentos usados por Jorge Sampaio...

Mas não o fez.

Não o fez porque tem consciência da situação sociopolítica actual.

Não o fez porque tem uma postura de chefe-de-estado que falta a muitos políticos portugueses. Não o fez porque sabe distinguir e sobrepor aqueles que são os interesses do país aos interesses individuais e partidários de alguns.

Não o fez porque (como ele disse em campanha eleitoral) não é político - pelo menos no significado quotidiano da expressão, naquele significado que a população apresenta para este termo.

Mas Cavaco Silva tem razão.

Não consigo encontrar lógica na necessidade de, face a uma possível dissolução da Assembleia Regional dos Açores, ter que ouvir mais pessoas, mais instituições do que para a dissolução da Assembleia Nacional.

Não consigo encontrar lógica nem coerência quando se aprova uma lei que proíbe os futuros deputados nacionais de alterar uma lei sem que os deputados açorianos aprovem. Que Assembleia tem primazia? A Nacional ou a Regional? Qual se deve submeter a qual?

publicado por MAV às 04:12
Terça-feira, 30 DE Dezembro DE 2008

férias de natal...

Tenho aproveitado esta interrupção (à qual alguns chamam de férias) para por "em dia" duas coisas (não necessariamente por esta ordem): as correcções de provas e trabalhos e o tempo dedicado à família.

Por esses dois grandes motivos, este blog tem andado algo parado, mas aos poucos irá atingir a sua normal "velocidade de cruzeiro".

publicado por MAV às 02:53
Quarta-feira, 24 DE Dezembro DE 2008

desejo...

 

publicado por MAV às 14:06
Domingo, 21 DE Dezembro DE 2008

os que estavam de folga também contam

Sindicato garante que adesão à greve do pessoal de manutenção da TAP é superior a

cem por cento

tags:
publicado por MAV às 00:42

pesquisar

 

Dezembro 2008

D
S
T
Q
Q
S
S
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
22
23
25
26
27
28
29

comentários recentes

  • A TRÍADE SALOIA Casino Estoril Sol IIINo caso da ...
  • É homenagem a Portugal não vã...
  • obrigado pela informação
  • Buy your World Email Databases - Connect the World...
  • boas,caros colegas, acho impressionante o que se p...
  • Antes de mais dou os parabéns pelo bom gosto com q...
  • Parabéns pelo destaque!
  • Infelizmente a Troika não nos "safa" dos espertos....
  • Gostava de o desafiar a visitar o blog "Dez a fio"...
  • Bom dia,O Ideal Social está novamente em destaque ...

arquivos

2011:

 J F M A M J J A S O N D

2010:

 J F M A M J J A S O N D

2009:

 J F M A M J J A S O N D

2008:

 J F M A M J J A S O N D

2007:

 J F M A M J J A S O N D

2006:

 J F M A M J J A S O N D

links

DIVERSOS

------------------
------------------

O Ideal Social no seu E-Mail