Instituto da Droga e do Tratamento da Toxicodependência

Não, não foi um erro e sim, eu sei que o nome é Instituto da Droga e da Toxicodependência (IDT).

Mas, e ao ouvir na TSF as declarações sobre o despedimento de 200 colaboradores deste instituto público (dos quais enfermeiros e psicólogos, destaca a TSF)* não pude deixar de, mais uma vez, e sempre que João Goulão está na presidência do IDT, que a prevenção é, basicamente, algo que tem que estar nos planos de actividade apenas porque "dá jeito e fica bem". Porque para além disso, dependendo directamente do IDT, pouco ou nada é feito.

Não obstante, realço ainda o facto de se referir a probabilidade de encerramento de serviços descentralizados do IDT e consequente fim do acompanhamento de toxicodependentes em processos de recuperação e a falta de serviços disponíveis para outros que o quisessem iniciar (e reparem como acabei de ser simpático, visto ter dito que o IDT faz acompanhamento a toxicodependentes em processo de recuperação).

 

* uma pequena nota para a reportagem da TSF: apenas no "texto" da notícia é referido que desses duzentos também fazem partes os profissionais de serviço social. No destaque nem uma palavra. Quererá isto dizer alguma coisa?

publicado por MAV às 13:53