Ética e Deontologia no Serviço Social

Já anteriormente aflorei este assunto, neste e noutros blogs, mas é uma situação que sempre que a "debato" (como hoje em que estive a leccionar uma aula sobre esse assunto) me deixa, permitam-me algo revoltado.


Tudo porque vivemos numa situação em que não temos, na área do serviço social em Portugal, um verdadeiro código deontológico da profissão, senão vejamos:


 





  • Temos um "código" internacional, definido pela Federação Internacional de Trabalhadores Sociais, que não é mais do que uma declaração de princípios. Não basta, considero eu...



  • Temos um "código" nacional, divulgado pela Associação de Profissionais de Serviço Social, que não é mais do que a tradução literal do antigo código mundial


Em ambos os casos, é referido expressamente e por diversas vezes, queas normas apresentadas são generalistas e que deverão servir como guião para o debate e análise ética (promovida pelas associações nacionais), de forma a que os mesmos sejam coerentes com a cada realidade nacional. Mas, e até agora, nada ainda foi feito.


 


Será necessária a Ordem para que haja uma definição destas situações?


Não terá a APSS legitimidade para "impor", após análise e discussão alargada, um verdadeiro código deontológico nacional?

publicado por MAV às 18:30