Afinal, são 14 contra 6

Refiro-me aos movimentos de cidadãos para o referendo sobre a IVG. Se não é assim... pelo menos parece.


A fazer fé no que diz o Daniel Oliveira, aqui no Arrastão, o Plataforma Não Obrigada, promoveu uuma sessão de esclarecimento sobre a temática do referendo, e as afirmações dos convidados foram fantásticas...


Um deles (convidados), autora de um livro sobre a temática, quando questionado sobre a criminalização da Interrupção Voluntária da Gravidez, actualmente prevista na lei portugues refere que:




«Não concordo. Não serve de nada o castigo»



Um outro, Pedro Afonso, rejeitou a existência de um "síndrome pós-aborto" como doença, que tanto tem sido promovida, pelos defensores do não...


Pelos vistos o Movimento diz "não obrigada" à criminalização da IVG até às 10 semanas...


Eu concordo com eles...


 


 

publicado por MAV às 00:37