A ler

Corta-fitas » Cavaco e Sócrates, por Pedro Correia




«Dono do seu silêncio até 31 de Dezembro de 2007, data em que termina a presidência portuguesa da União Europeia, Cavaco conserva uma margem de manobra de que nenhum outro agente político dispõe em Portugal. Esta é a verdadeira “magistratura de influência”. Daqui a um ano se entenderá melhor por que motivo o Presidente está hoje tão calado.»



MAV

publicado por MAV às 17:36