Os Custos da Racionalização do SNS

Hoje de madrugada, por motivos de saúde dum familiar, tive que me deslocar ao serviço de urgências do Centro Hospitalar de Trás-os-Montes e Alto Douro, logo no primeiro dia após o encerramento dos SAP's de Alijó, Vila Pouca de Aguiar, Murça e Peso da Régua.


Aí, verifiquei uma situação que me fez pensar nas declarações do Ministro da Saúde, ao referir que estas populações ainda iriam agradecer estes encerramentos. Um paciente, entrou no serviço de urgências por volta da 01:00 transportado numa ambulância dos Bombeiros Voluntários do Peso da Régua, sendo que essa mesma ambulância voltou imediatamente para a sua origem (porque, segundo o bombeiro, já poderia estar a ser necessária).


Por volta das 02:30 esse mesmo utente teve alta hospitalar e, visto que na família apenas ele conduz, verificou a existência de duas possibilidades para regressar:





  1. esperar pela manhã para se deslocar de autocarro;



  2. alugar um táxi para fazer essa viagem de 25 km;



Felizmente, digo eu, seria uma família sem grandes dificuldades financeiras, optando por alugar um taxi e regressar ao Peso da Régua.


Mas, e se não tivessem essa possibilidade? Se não tivessem condições financeiras (e o país não está tão bem quanto isso !!!) para alugar um taxi para esse efeito?


Relembro apenas que a saúde em Portugal é, tendencialmente, gratuíta...

publicado por MAV às 16:40