da ironia…

É curioso que estas duas notícias surjam no mesmo dia e associadas ao mesmo evento. Digo isto porque o apoio à construção de novas respostas sociais e as dificuldades financeiras que as Instituições Particulares de Solidariedade Social estão mais interligadas do que à partida parece.

Isto, porque muitas das dificuldades financeiras que as IPSS’s estão neste momento a enfrentar (como já aqui referi anteriormente), devem-se aos custos que as mesmas têm que suportar para as respostas sociais que o Governo anda farto de anunciar (e que normalmente são as mesmas…), custos esses que têm variado entre os 25% e os 40% do valor total da candidatura, para além de obrigar a 20 anos de dedicação exclusiva dos espaços a essas respostas sociais, o que em diversos casos vai significar a falência das mesmas.

publicado por MAV às 23:24