a comunicação de josé sócrates

A comunicação ao país de José Sócrates, realizada na qualidade de Primeiro Ministro terá sido das coisas mais ridículas e obtusas que já assisti até hoje, pela parte dum alto representante de Portugal.

Apresentado-se como Primeiro Ministro (podia ter feito a comunicação enquanto Secretário-Geral do Partido Socialista ou “mero” cidadão, visto que a cobertura mediática teria sido a mesma), José Sócrates nada disse de novo, e nada disse que levasse as pessoas alterar a opinião que possam ter sobre os factos relacionados com a “alegada” tentativa de controlo de órgãos de comunicação social.

Limitou-se a fazer o que já fez até agora: negar, negar e negar. E, neste momento e face a tantos casos onde, “alegadamente” José Sócrates está envolvido, negar já não chega.

Para além disso, uma comunicação oficial, com o teor (ou a falta dele) como a de hoje, apenas demonstra o buraco onde José Sócrates e o seu governo se estão a meter, cada vez mais fundo e sem possibilidade de voltar ao topo.

publicado por MAV às 00:25