da solidariedade informal, das relações de vizinhança... e da falta delas...

[Nove anos morta em casa]

publicado por MAV às 21:41