EM AGENDA

29/04/2011
Comunicação nas Jornadas Nortenhas de Mediação (Porto)
------------------
19, 20 e 21/05/2011
Formador do Curso Básico de Criminologia promovido pela AIDSS (Lisboa)
------------------

mais sobre mim

as minhas fotos

Quinta-feira, 29 DE Julho DE 2010

as perguntas que nunca te farei...

Depois de sabermos que a Polícia Judiciária detectou um levantamento de meio milhão de euros por parte de dois arguidos do processo Freeport e, não sabendo para onde esse dinheiro seguiu, resolveu concluir o referido processo, sabemos também agora que os procuradores do Ministério Público acharam importante inquirir o actual Primeiro-Ministro. Contudo, e infelizmente, não tiveram tempo, talvez pela rapidez com que todo este processo se desenvolveu.

Seria importante que tal situação tivesse sido ultrapassada, ou como diz o próprio Primeiro-Ministro, para que ficasse "evidente para todos os portugueses de boa fé a enormidade das calúnias, das falsidades e das injustiças que sobre mim foram insistentemente repetidas ao longo destes últimos seis anos, muitas vezes com um único objetivo: de me atacarem politicamente e de me atacarem pessoalmente". Aliás, deveria ser o próprio José Sócrates o primeiro interessado em que tal acontecesse.

 

São estas algumas das 27 perguntas que, para os procuradores do Ministério Público consideram que José Sócrates deveria ter respondido, mas para as quais... não houve tempo, num processo tão célere quanto este:

 

  • Confirma a recepção, na sua residência, de uma carta que lhe terá sido dirigida pelo arguido Manuel Pedro, tratando-o por "Caro amigo"?"
  • Confirma ter havido um apoio efectivo da família Carvalho Monteiro [tio e primos de Sócrates] ao licenciamento do Freeport?
  • Encontra alguma explicação para o teor das declarações produzidas nos autos por Hugo Monteiro (seu primo), segundo o qual a reunião promovida pelo pai com o então ministro do Ambiente "foi realizada e contribuiu decisivamente para o licenciamento" do Freeport?
  • Encontra alguma explicação para as declarações de Hugo Monteiro "no sentido de que, ainda antes da apresentação do projecto, foi ter consigo, a sua casa, na Rua Braancamp, em Lisboa, perguntando-lhe se não se importava que ele invocasse o seu nome, para prestigiar o projecto, ao que terá respondido afirmativamente?
  • Como explica o envio, através da conta de correio electrónico josesocrates@ps.pt, de uma mensagem de propaganda eleitoral ao arguido Charles Smith (charlessmith@mail.telepac.pt), sendo certo que o mesmo é de nacionalidade estrangeira e não inscrito nos respectivos cadernos eleitorais?
  • Confirma que, em Outubro de 2000, enquanto ministro do Ambiente, deu alguma orientação no sentido do ICN apresentar proposta" de alteração dos limites da ZPE [Zona de Protecção Especial] do Estuário do Tejo?
  • Teve conhecimento da colaboração do arguido Eduardo Capinha Lopes nas campanhas eleitorais do PS para as autárquicas de 2001, nomeadamente em Grândola, Santiago do Cacém, Moita, Barreiro e Alcochete e, em caso afirmativo, se essa colaboração influenciou a sua escolha para o desenvolvimento dos projectos de arquitectura do complexo Freeport?
publicado por MAV às 16:46
Quinta-feira, 08 DE Julho DE 2010

Há coisas fantásticas no freeport

Alguém me consegue explicar como é possível que, detectando um levantamento de meio milhão de euros por parte de dois arguidos dum processo judicial, e não sabendo para onde esse dinheiro seguiu, a Polícia Judiciária consiga, mesmo assim, afastar todas as suspeitas referente a pessoas que estão envolvidas, pelo menos politicamente, em tudo o que dá origem a esse mesmo processo?

publicado por MAV às 22:23
Terça-feira, 01 DE Junho DE 2010

as contas públicas portuguesas

Começo já por referir que não sei se estes dados são reais ou não. Sinceramente espero bem que não. Contudo, e como sei que a pessoa que me enviou isto por e-mail não me enganaria... deixo aqui para memória futura aquilo que é apresentado como sendo exemplos de dúvidas que o Tribunal de Contas encontrou nas despesas públicas.

A ser verdade, a única coisa que me espanta é o Tribunal de Contas apresentar isto como "dúvidas", mas adiante...

 

ADMINISTRAÇÃO REGIONAL DE SAÚDE DO ALENTEJO, I. P.
Aquisição de 1 armário persiana; 2 mesas de computador; 3 cadeiras c/rodízios, braços e costas altas: 97.560,00€

MATOSINHOS HABIT - MH
Reparação de porta de entrada do edifício: 142.320,00 €

 

UNIVERSIDADE DO ALGARVE - ESC. SUP. TECNOLOGIA - PROJECTO TEMPUS
Viagem aérea Faro/Zagreb e regresso a Faro, para 1 pessoa no período de 3 a 6 de Dezembro de 2008: 33.745,00 €

MUNICÍPIO DE LAGOA
6 Kit de mala Piaggio Fly para as motorizadas do sector de águas: 106.596,00 €

MUNICÍPIO DE ÍLHAVO
Fornecimento de 3 Computadores, 1 impressora de talões, 9 fones, 2 leitores ópticos: 380.666,00 €

MUNICÍPIO DE LAGOA
Aquisição de fardamento para a fiscalização municipal: 391.970,00€

CÂMARA MUNICIPAL DE LOURES
Vinho tinto e branco: 652.300,00 €

MUNICÍPIO DE VALE DE CAMBRA
Aquisição de viatura ligeiro de mercadorias: 1.236.000,00 €

CÂMARA MUNICIPAL DE SINES
Aluguer de tenda para inauguração do Museu do Castelo de Sines: 1.236.500,00 €

MUNICÍPIO DE VALE DE CAMBRA
Aquisição de viatura de 16 lugares para transporte de crianças: 2.922.000,00 €

MUNICÍPIO DE BEJA
Fornecimento de 1 fotocopiadora, "Multifuncional do tipo IRC3080I", para a Divisão de Obras Municipais: 6.572.983,00 €

publicado por MAV às 18:31
Quinta-feira, 01 DE Abril DE 2010

e conseguem fazer e dizer isto sem se rirem?

«A suspensão das funções de Jurgen Adolff do cargo de cônsul honorário de Portugal em Munique manter-se-á «até cabal esclarecimento das investigações que o envolvem pessoalmente», acrescenta o gabinete de António Braga no comunicado enviado à Lusa.» [aqui]

 

«Quanto ao cônsul honorário de Portugal em Munique, [o Ministro da Defesa] garante a sua saída imediata. «Na medida em que chegaram informações ao ministério dos Negócios Estrangeiros que poderiam pôr em causa a credibilidade e exercício de funções da parte de quem representa Portugal, o Ministério dos Negócios estrangeiros decidiu suspendê-lo de funções», frisou.» [aqui]

publicado por MAV às 12:03
Terça-feira, 23 DE Fevereiro DE 2010

A herança socialista

Se eu mudar o nome para "Soares" será que o governo considera a possibilidade de me nomear para a Portugal Telecom?

publicado por MAV às 00:12
Quinta-feira, 19 DE Novembro DE 2009

meritocracia

«Ao longo de dez anos, três directores-gerais de Impostos aceitaram promoções e transferências entre postos de chefia do chefe das Finanças de São João da Madeira, recentemente suspenso pelo tribunal de Aveiro na sequência da operação Face Oculta.
Essas decisões foram tomadas, apesar dos avisos do director distrital de Finanças de Aveiro e mesmo depois de quatro condenações judiciais, duas delas por crime de abuso de confiança fiscal.
» [aqui]

publicado por MAV às 09:37
Quinta-feira, 19 DE Novembro DE 2009

varopédia

Assalto à Vara - assalto de fato e gravata
Che que à Vara - nome revolucionário de Armando Vara
Ovários - ninho de Varas
Vara de porcos - PS
Vara verde - corrupto inexperiente
Varação - encalhar a corrupção na PGR
Varamento - acto de bater em corruptos
Varanda - falcatrua em marcha
Varapau - a vara que julga o Vara
Varapau de corrida - carapau corrupto
Varar um barco - encher o barco de corruptos
Vardade - mentira
Varejeira - secretária do Vara
Vareta - desfalque à chuva
Variações - diversidade de golpadas
Variante - novo esquema corruptor
Variável - oscilação do preço da cunha
Varicela - Vara na cela
Varicose - licenciatura à Vara
Variedades - diferentes modelos de corrupção
Varina - mãe do Vara
Varinha mágica - uma cunha (pequenina) do Vara
Varíola - um Vara mariola
Varómetro - medidor de corrupção
Varonil - um Vara de Abril

 

[daqui]

publicado por MAV às 00:27
Quinta-feira, 03 DE Setembro DE 2009

vale tudo...

É curiosa esta argumentação de que a notícia do fim do "Jornal Nacional de Sexta-Feira" apenas é prejudicial ao Partido Socialista e a José Sócrates. Quem defende este argumento, considera estúpido trocar 2 ou 3 edições do referido jornal coordenado por Manuela Moura Guedes, por todas as insinuações que daqui possam resultar.

Esquecem-se, contudo, de algumas variáveis: Que notícias sobre o Freeport estariam já preparadas para a edição de amanhã? E que outras poderiam vir pelo caminho?

Com os telhados de vidro que José Sócrates parece ter, acredito que este jornal faria muita mais mossa do que a sua retirada do ar, independentemente das suspeitas de pressões políticas. É que a estas (suspeitas e realidades), já todos estamos habituados.

Aliás, toda esta argumentação, em cima do joelho, dos apoiantes de Sócrates a referir que esta situação só beneficia o Partido Social Democrata, apenas demonstra demagogia e o verem as possibilidades de vitória a descerem...

publicado por MAV às 18:55
Quarta-feira, 27 DE Maio DE 2009

nem mais...

«Por uma questão de "ética"», por André Carvalho, no Geração Rasca:

«Já são tantas as suspeições que Dias Loureiro só tem um caminho: manter-se no cargo à semelhança de José Sócrates.»

publicado por MAV às 14:23
Quarta-feira, 06 DE Maio DE 2009

uma dúvida

Estará o relatório sobre as pressões no "caso freeport" isento de pressões na sua elaboração?

publicado por MAV às 00:53

pesquisar

 

Outubro 2011

D
S
T
Q
Q
S
S
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30
31

comentários recentes

  • A TRÍADE SALOIA Casino Estoril Sol IIINo caso da ...
  • É homenagem a Portugal não vã...
  • obrigado pela informação
  • Buy your World Email Databases - Connect the World...
  • boas,caros colegas, acho impressionante o que se p...
  • Antes de mais dou os parabéns pelo bom gosto com q...
  • Parabéns pelo destaque!
  • Infelizmente a Troika não nos "safa" dos espertos....
  • Gostava de o desafiar a visitar o blog "Dez a fio"...
  • Bom dia,O Ideal Social está novamente em destaque ...

arquivos

2011:

 J F M A M J J A S O N D

2010:

 J F M A M J J A S O N D

2009:

 J F M A M J J A S O N D

2008:

 J F M A M J J A S O N D

2007:

 J F M A M J J A S O N D

2006:

 J F M A M J J A S O N D

links