QUEM SOU



lic. em trabalho social
pg em int. social: criminologia
mestre em serviço social

trabalhador social

docente do ensino superior




membro da direcção

EM AGENDA

29/04/2011
Comunicação nas Jornadas Nortenhas de Mediação (Porto)
------------------
19, 20 e 21/05/2011
Formador do Curso Básico de Criminologia promovido pela AIDSS (Lisboa)
------------------

mais sobre mim

NAS REDES SOCIAIS

SUBSCREVO / APOIO

as minhas fotos

A partir de agora, e com o objectivo de agregar a minha página e o meu blog num único local, este blog passa a estar em http://miguelangelovalerio.wordpress.com

Sábado, 13 DE Fevereiro DE 2010

IV Simpósio Nacional: Desafios do Profissional de Serviço Social

No passado dia 3 de Fevereiro, estive presente no IV Simpósio Nacional "Desafios do Profissional de Serviço Social", que decorreu no Auditório da Junta de Freguesia de Paranhos (quem dera a muitos municípios terem auditórios com as condições deste...) onde abordei a temática da "Pobreza e Exclusão: Desafios para a Intervenção Social".

Enquadrado nessa lógica, apresentei um projecto no qual estou envolvido e que convido todos a conhecer e a participar: o Movimento Comunidades de Vizinhança [página].

Na minha página pessoal, na secção de 'comunicações e posters', está disponível a apresentação realizada.

publicado por MAV às 21:52
Quarta-feira, 15 DE Julho DE 2009

da estatística...

Sabe-se hoje que,

«Os 20 por cento mais ricos têm 6,1 vezes mais rendimentos do que os 20 por cento mais pobres, segundo os resultados provisórios do Inquérito às Condições de Vida e Rendimento (EU-SILC) do Instituto Nacional de Estatística (INE), realizado em 2008 mas que incidiu sobre os rendimentos de 2007. No ano anterior, eram 6,5.» [link]

Para além disso,

«A população residente em situação de risco de pobreza mantinha-se o ano passado nos 18 por cento. “O impacto das transferências sociais (excluindo pensões) na redução da taxa de risco de pobreza foi de aproximadamente seis pontos percentuais”, salienta o INE. Se considerássemos apenas os rendimentos do trabalho, de capital e transferências privadas, “41 por cento da população residente em Portugal estaria em risco de pobreza”.» [link]

Embora sejam notícias relativamente positiva (relativamente porque seria preferível a sua não necessidade), visto significar que as prestações sociais estão a servir para alguma coisa e, pelo menos, o risco de pobreza nao ter aumentado...

Isto por um simples motivo: a diminuição da diferença dos rendimentos pode estar relacionado com um maior aumento dos rendimentos dos mais pobres ou com uma maior diminuição dos rendimentos dos mais ricos... A informação do INE não esclarece este aspecto.

Recordo apenas uma mera reflexão estatística, se eu comer um frango e uma pessoa que esteja comigo não comer nada, estatísticamente, em média, ninguém tem fome porque comemos meio frango cada...

publicado por MAV às 12:46
Quinta-feira, 14 DE Maio DE 2009

recordando

Na próxima semana:

publicado por MAV às 14:18
Terça-feira, 18 DE Novembro DE 2008

é bom que se saiba

Uma investigadora do Centro de Estudos Sociais (CES) da Universidade de Coimbra, Maria João Guia, estudou as relações entre imigração e criminalidade e concluiu que «os estrangeiros não são mais criminosos do que os portugueses». [link]

 

[também aqui]

publicado por MAV às 21:30
Quarta-feira, 24 DE Setembro DE 2008

do rótulo

O criador da primeira escola nacional exclusiva para crianças sobredotadas, não gosta de as chamar por  este nome porque as "discrimina e rotula"...

[ouvido num qualquer noticiário da TSF na segunda-feira de manhã]

publicado por MAV às 00:50
Sexta-feira, 05 DE Setembro DE 2008

olha para o que digo, não olhes para o que faço

« No momento em que José Sócrates anunciava novos incentivos à maternidade, o Ministério das Finanças divulgava uma circular que limita o direito das mulheres a renovar contratos a prazo durante o período de gozo da licença de maternidade.[ver aqui

publicado por MAV às 15:01
Quinta-feira, 17 DE Julho DE 2008

bons sinais

Na passada segunda-feira decorreram as Ias Jornadas de Serviço Social, organizadas em conjunto pela licenciatura em serviço social do ISPGaya e pela AIDSS, sob a temática de "Pensar a Cidade: Repensar a Intervenção Social".

 

No painel da manhã o tema foi a criminalidade...

Falou-se da necessidade de alterar a lógica de construção de bairros sociais. Lembrou-se que tinham sido construídos (no Porto) fora daqueles que eram na altura os limites da cidade, mas que com sua a evolução (ou crescimento?) ficaram no centro da mesma.

Falou-se na urgência em repensar o conceito, a guetização, a construção em altura, comentando-se as dificuldades da intervenção da PSP em torres com 11/12 andares. Deu-se como exemplo o Bairro do Aleixo.

Sentiu-se a necessidade do aproveitamento do espaço, do preenchimento das zonas antigas, da alteração da construção vertical por construção horizontal.

 

Hoje, fala.se da criação dum Fundo Especial de Investimento Imobiliário pela Câmara Municipal do Porto, encontrando um parceiro que reabilite algumas habitações ou construa novas habitações sociais, recebendo em troca os terrenos do Aleixo porque como refere Rui Rio [link], "Reabilitar o edificado seria errado. Aquelas torres são demasiado grandes".

 

São bons sinais, óptimos sinais. Sinais de que a profissão pensa, debate e reflecte sobre as necessidades. Sinais que está atenta ao que se passa e, principalmente, como se passa. Sinais de que tem um papel importante na evolução (agora sim...) da sociedade.

 

Ainda a propósito, falou-se também que os mesmos erros que se cometeram no Aleixo, estão a ser cometidos noutros locais, nos dormitórios da periferia do Porto. Falou-se que seria óptimo corrigir esses erros enquanto ainda há tempo, sob pena de, daqui a 15/20 anos, estarmos a tentar arranjar soluções para o que deveria não ter sido feito.

 

Leitura complementar: seguir o debate sobre este assunto n'A Baixa do Porto (aqui e aqui)

publicado por MAV às 02:11
Sábado, 05 DE Julho DE 2008

modelo integrado de actuação com a população cigana

O Centro de Recursos em Conhecimento (CRC) do Instituto da Seguranca Social, I.P., tem o prazer de vos convidar para a sessao de divulgacao do *Modelo Integrado de actuacao com a Populacao Cigana*, coordenado por Rosa Santos.

A apresentação será feita pelos autores, Carla Sá, Carlos Nobre e Sandra Rolo, colaboradores do Departamento de Habitacao-Divisao de Gestao Social da Camara Municipal de Coimbra.

A sessão terá lugar no proximo dia *7 de Julho, pelas 10h00*, no Auditorio do ISS, I.P., na Rua Castilho, n. 5 - R/C, Lisboa.

Confirmação de presença: Telef. + 351 213 184 989 | E-mail: ISS-CRC@seg-social.pt

publicado por MAV às 19:04
Quarta-feira, 30 DE Abril DE 2008

dois tipos de pessoas...

Nestes últimos tempos tenho-me lembrados das palavras de Ander-Egg no I Congresso Nacional de Serviço Social, decorrido em Aveiro, no ano de 2002.


Dizia Ander-Egg (e peço desculpa por não citar plenamente as suas afirmações) que a médio prazo haveria dois tipos de pessoas:



  • aqueles que não dormem porque têm fome, e

  • aqueles que não dormem porque têm medo dos que têm fome.

publicado por MAV às 03:37
Quarta-feira, 26 DE Março DE 2008

(in)acção social?

Alguém me consegue explicar isto, isto e a não influência disto em todo o desenvolvimento?


O papel dum estado social passa, principalmente nestas situações, por possibilitar à família biológica condições para assegurar a educação dos menores. O que aqui se lê, a ser verdade, é simplesmente do mais ridículo que assisti nos últimos tempos. A acreditar na veracidade dos relatórios feitos pelos psicólogos a retirada dos menores da família de acolhimento deveria ser, simplesmente imediata. Aliás, a acreditar nas versões expostas, nunca aqueles menores deveriam ter sido retirados da família biológica.


Falta, contudo, saber o outro lado da história. Verificar a veracidade dos erros dos serviços que são apresentados nas peças jornalísticas, sendo que cada vez mais me irrita a falta de esclarecimentos (ou a lentidão dos mesmos) que nestas situações demoram a surgir por parte dos serviços competentes. É que essa lentidão não se coaduna com as dinâmicas informativas actuais e, a verdade é que quando esses esclarecimentos demoram a surgir, fica sempre a ideia de que a verdade dos factos é a apresentada, independentemente da realidade.

publicado por MAV às 00:55

pesquisar

 

Outubro 2011

D
S
T
Q
Q
S
S
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30
31

comentários recentes

  • A TRÍADE SALOIA Casino Estoril Sol IIINo caso da ...
  • É homenagem a Portugal não vã...
  • obrigado pela informação
  • Buy your World Email Databases - Connect the World...
  • boas,caros colegas, acho impressionante o que se p...
  • Antes de mais dou os parabéns pelo bom gosto com q...
  • Parabéns pelo destaque!
  • Infelizmente a Troika não nos "safa" dos espertos....
  • Gostava de o desafiar a visitar o blog "Dez a fio"...
  • Bom dia,O Ideal Social está novamente em destaque ...

arquivos

2011:

 J F M A M J J A S O N D

2010:

 J F M A M J J A S O N D

2009:

 J F M A M J J A S O N D

2008:

 J F M A M J J A S O N D

2007:

 J F M A M J J A S O N D

2006:

 J F M A M J J A S O N D

links

DIVERSOS

------------------
------------------

O Ideal Social no seu E-Mail