QUEM SOU



lic. em trabalho social
pg em int. social: criminologia
mestre em serviço social

trabalhador social

docente do ensino superior




membro da direcção

EM AGENDA

29/04/2011
Comunicação nas Jornadas Nortenhas de Mediação (Porto)
------------------
19, 20 e 21/05/2011
Formador do Curso Básico de Criminologia promovido pela AIDSS (Lisboa)
------------------

mais sobre mim

NAS REDES SOCIAIS

SUBSCREVO / APOIO

as minhas fotos

A partir de agora, e com o objectivo de agregar a minha página e o meu blog num único local, este blog passa a estar em http://miguelangelovalerio.wordpress.com

Quarta-feira, 29 DE Outubro DE 2008

o aumento da natalidade em portugal

Avança a TSF que a taxa de natalidade voltou a aumentar este ano, tendo ocorrido até Setembro um número de nascimentos superior ao que tinha existido no ano de 2007. Embora este número não compense as quedas dos anos anteriores sâo, sem dúvidas, boas notícias.

Concordando com algumas das causas avançadas para este aumento, como o facto de tal ser o "efeito conjuntural, ou seja, o de atrasar o mais possível e chega-se a uma altura em que não é possível atrasar mais e portanto temos nascimentos que foram uma acumulação de contenção até certa idade".

Não posso contudo, concordar minimamente com o facto das "políticas de incentivo à natalidade lançadas pelo Governo [embora não suficientes] podem influenciar a decisão de um casal em ter filhos".

E por um simples facto: não existem medidas políticas de incentico à natalidade em Portugal.

O que existe, e isto é um facto positivo, são medidas que visam reduzir a probabilidade de pobreza devido ao aumento do número de elementos no agregado familiar. Quaisquer medidas de promoção da natalidade teriam que ser universais e, nunca, terem como base os rendimentos do agregado, levando à exclusão dos mesmos. É por esse motivo que as podemos chamar de "apoios sociais à maternidade" e nunca, como o governo teima em fazer, políticas de promoção da natalidade.

publicado por MAV às 15:36
Quinta-feira, 07 DE Fevereiro DE 2008

Mais um...

Bebé nasce em ambulância a caminho do hospital de Vila Real

Começo a pensar que deveria existir um qualquer protocolo entre a Direcção Geral de Saúde e as "Estradas de Portugal", passando pelo Registo Civil...

publicado por MAV às 20:35
Sexta-feira, 18 DE Janeiro DE 2008

O Exemplo Alemão...

Com os devidos cuidados de não generalização, a gravidez na adolescência é uma situação que acarreta um conjunto de situações problemáticas. É o interromper (ou mesmo o terminar) de um percurso escolar, promovendo situações futuras de dificuldades de integração profissional ou, no mínimo, de emprego precário. São (diversas vezes) as dificuldades na educação das crianças, tendo em conta a falta de "preparação" para este novo papel, promovido pela dificuldade que estes pais (em muitos casos apenas as mães) têm em receber apoio.



São certamente situações complicadas de colmatar, existindo obviamente a necessidade de prevenir a ocorrência destas situações (onde andas tu, educação sexual?). Mas, sendo certa a sua existência, importa também definir estratégias que permitam minimizar e diminuir a probabilidade destas consequências.

É esta a ideia de governo alemão ao avançar com uma nova política social que pretende atribuir uma baixa de maternidade (assim traduz a Lusa) para as avós de crianças cujos pais ainda não tenham atingido a maioridade, para que possam apoiar os filhos na educação dos netos, promovendo a continuidade da frequência escolar dos pais. Para tal, esta baixa de maternidade terá uma duração máxima de três anos.


Acredito que esta medida possa ter ainda "resultados secundários positivos" relativamente a uma questão que foi tema de debate em Portugal no ano transacto. A Interrupção Voluntária da Gravidez, cujos números poderiam baixar com políticas deste género.


Assim, também, se promove a educação e o desenvolvimento integral das crianças...
publicado por MAV às 23:56
Segunda-feira, 10 DE Setembro DE 2007

Revista de Estudos Demográficos - n.º 41


 


Está disponível para consulta (texto completo apenas para utilizadores registados) na página do Instituto Nacional de Estatística [link directo aqui], a 41ª Revista de Estudos Demográficos. Esta edição apresenta os seguintes artigos:


 




  • A contribuição da imigração na natalidade: a experiência italiana por Antonio Cortese

  • Sinistralidade rodoviária: contextualização e análise por Cunha G.; Brito, B.; Leal, A. e Torgal,J.

  • Comportamentos de Saúde de Adolescentes Migrantes e o Efeito Protector da Relação com os Avós por Tânia Gaspar e Margarida G. Matos

  • Medidas de Discriminação Étnica em Portugal: uma análise exploratória por Maria José Carrilho e Maria Cidália Mesquita Figueiredo

  • Notas e Documentos: Seminário Homens e Mulheres em Portugal - Comentários Finais por Paulo Machado

publicado por MAV às 12:55
Domingo, 09 DE Setembro DE 2007

Espaço Informativo

j0284024.gif

 


Apresentam-se de seguida as principais notícias, publicadas nos órgãos de comunicação social portugueses, que apresentem interesse para os profissionais da área do trabalho/serviço social.


 


Jornal de Notícias 





Portugal Diário



publicado por MAV às 16:40
Sábado, 02 DE Junho DE 2007

As Minhas Notícias do Dia (02.06.07)

Cavaco Silva: cenário de recessão demográfica exige políticas de natalidade (Público.pt)

«O Presidente da República, Aníbal Cavaco Silva alertou hoje que Portugal enfrenta um cenário de envelhecimento e recessão demográfica, que vai "obrigar a pensar seriamente sobre as políticas de natalidade".»

Ineficácia nos hospitais impede 50 transplantes todos os dias (Jornal de Notícias)
«As listas de espera para transplantes continuam a aumentar em Portugal, não tanto por falta de dadores, mas por dificuldades na colheita de órgãos. Apenas metade dos 42 hospitais autorizados o fazem com regularidade, o que leva a que "muitos órgãos se percam", denuncia Manuel Abecassis, presidente da Organização Portuguesa de Transplantação (OPT), ontem extinta. O médico deu como exemplo a falta de disponibilidade de recursos humanos no Hospital de Santa Marta (Lisboa), onde a instituição chega a "doar órgãos a Espanha".»

Nova droga preocupa responsáveis (Correio da Manhã Online)
«O Observatório Europeu da Droga e da Toxicodependência (OEDT) está a investigar a benzilpiperazina, uma nova droga psicoactiva que está gradualmente a substituir o ecstasy.»
publicado por MAV às 23:58

pesquisar

 

Outubro 2011

D
S
T
Q
Q
S
S
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30
31

comentários recentes

  • A TRÍADE SALOIA Casino Estoril Sol IIINo caso da ...
  • É homenagem a Portugal não vã...
  • obrigado pela informação
  • Buy your World Email Databases - Connect the World...
  • boas,caros colegas, acho impressionante o que se p...
  • Antes de mais dou os parabéns pelo bom gosto com q...
  • Parabéns pelo destaque!
  • Infelizmente a Troika não nos "safa" dos espertos....
  • Gostava de o desafiar a visitar o blog "Dez a fio"...
  • Bom dia,O Ideal Social está novamente em destaque ...

arquivos

2011:

 J F M A M J J A S O N D

2010:

 J F M A M J J A S O N D

2009:

 J F M A M J J A S O N D

2008:

 J F M A M J J A S O N D

2007:

 J F M A M J J A S O N D

2006:

 J F M A M J J A S O N D

links

DIVERSOS

------------------
------------------

O Ideal Social no seu E-Mail