EM AGENDA

29/04/2011
Comunicação nas Jornadas Nortenhas de Mediação (Porto)
------------------
19, 20 e 21/05/2011
Formador do Curso Básico de Criminologia promovido pela AIDSS (Lisboa)
------------------

mais sobre mim

as minhas fotos

Segunda-feira, 10 DE Agosto DE 2009

equipas de intervenção em crise nas esquadras

Na sequência dum acontecimento que ontem presenciei (acidente de viação), recordei um post que já anteriormente aqui tinha escrito e o qual renovo:

 

As pessoas que recorrem aos serviços das esquadras da PSP e da GNR são pessoas que, em número elevado, estarão fragilizadas social e psicologicamente. Em muitos casos, foram vítimas de crimes, não estando, os agentes e soldados destas forças, preparados para lidar com as mesmas.

Trago aqui um exemplo (que poderia ser alargado a muitos outros): as situações de vítimas de violência(s) familiar. Pessoas que, quando resolvem apresentar uma denúncia/queixa estão extremamente fragilizadas e, que não encontram ali, pessoas com os conhecimentos e as competências necessárias para uma estabilização e acompanhamento das vítimas.

Talvez fosse interessante, por esse motivos, alargar esta ideia: Promover a constituição de equipas compostas por, para além dos referidos advogados, profissionais das ciências humanas e sociais, com formação na área da criminologia e com competências na intervenção directa com este grupo de pessoas, a funcionar (como sugere Magalhães e Silva) 24 horas por dia.

Esta intervenção não se limitaria, obviamente, às quatro paredes das esquadras, devendo ser possível que estes profissionais, acompanhassem em determinados casos (situações que impliquem violência(s) - violações, raptos, entre outros) acompanharem os profissionais da PSP e da GNR, para uma intervenção em situações de crise. Falo, por exemplo, de pessoas com formação em psicologia, trabalho social, serviço social, entre outros.

 

Não abordarei aqui, o facto de as vitimas do acidente terem estado cerca de 30 minutos à espera da chegada das ambulâncias de socorro, quando o quartel de bombeiros mais próximo fica a 5 minutos... a pé...

publicado por MAV às 11:55
Domingo, 29 DE Julho DE 2007

Equipas de Intervenção em Crise nas Esquadras

Magalhães e Silva, candidato ao cargo de bastonário da Ordem dos Advogados, avançou com uma proposta que já mereceu o apoio dos restantes candidatos e do actual bastonário da mesma ordem:




Advogados em todas as 248 esquadras da PSP e 400 postos da GNR, 24 horas por dia, como meio de assegurar o respeito pelos direitos, liberdades e garantias dos cidadãos. [aqui]



É uma proposta interessante e que certamente permitiria uma melhoria dos serviços prestados nas esquadras portuguesas. Permitiria também empregar cerca de 2600 advogados, acarretando um valor anual de, aproximadamente, 30 milhões de euros.


É, sem dúvida uma proposta interessante, e que por defeito profissional, me coloca a necessidade de a complementar.


 


As pessoas que recorrem aos serviços das esquadras da PSP e da GNR são pessoas que, em número elevado, estarão fragilizadas social e psicologicamente. Em muitos casos, foram vítimas de crimes, não estando, os agentes e soldados destas forças, preparados para lidar com as mesmas.


Trago aqui um exemplo (que poderia ser alargado a muitos outros): as situações de vítimas de violência familiar. Pessoas que, quando resolvem apresentar uma denúncia/queixa estão extremamente fragilizadas e, que não encontram ali, pessoas com os conhecimentos e as competências necessárias para uma estabilização e acompanhamento das vítimas.


 


Talvez fosse interessante, por esse motivos, alargar esta ideia: Promover a constituição de equipas compostas por, para além dos referidos advogados, profissionais das ciências humanas e sociais, com formação na área da criminologia e com competências na intervenção directa com este grupo de pessoas, a funcionar (como sugere Magalhães e Silva) 24 horas por dia.


Esta intervenção não se limitaria, obviamente, às quatro paredes das esquadras, devendo ser possível que estes profissionais, acompanhassem em determinados casos (situações que impliquem violência(s) - violações, raptos, entre outros) acompanharem os profissionais da PSP e da GNR, para uma intervenção em situações de crise. Falo, por exemplo, de pessoas com formação em psicologia, trabalho social, serviço social, entre outros.

publicado por MAV às 13:12
Domingo, 08 DE Abril DE 2007

“Centro de Noite para alcoólicos pode ser solução”

No passado dia 16 de Março, e à margem do congresso ("Toxicodependência: Olhares dos Diferentes Técnicos") em que participei*, e entrevistado para o Jornal Regional "O Informativo", abordei uma questão que há alguns anos defendo:A CRIAÇÃO DE CENTROS DE NOITE PARA ALCOÓLICOS




Relativamente à peça informativa que daí originou, gostaria de fazer umas breves considerações. Contudo, e antes de me debruçar sobre esse assunto, uma pequena nota introdutória:




Não sou, ao contrário do que se refere nessa notícia, técnico superior de serviço social. Por dois motivos:

1º Não sou funcionário público e por isso não estou enquadrado em nenhuma carreira de técnico superior;
2º Mesmo que tal acontecesse, não ser técnico superior de serviço social, visto não ser licenciado em nenhuma das licenciaturas que permitem esse acesso (serviço social e política social), mas sim licenciado em trabalho social.


Após esta breve introdução, vamos ao que realmente interessa:




Defendi, como refere a notícia e como há muito acredito, a criação de uma nova resposta social para alcoólicos.




As justificações para a defesa e proposta desta resposta social resultam da necessidade de criação de respostas que vão ao encontro das reais necessidades das pessoas, sendo que esta é uma resposta, que considero, de especial importância nas regiões do interior (por esse motivo a proposta da mesma em Bragança), visto que os papéis de género ainda estão bastante presentes e que o alcoolismo é ainda, infelizmente, uma realidade cultural...




A verdade é que, o homem, especialmente nestas regiões é, em muitos casos, a única fonte de rendimento da família, sendo, desta forma, complicado que um indivíduo entre num programa de tratamento que tem a duração mínima de dois ou três meses (como é necessário para uma tratamento à dependência psicológica), deixando de garantir, desta forma, o sustento das famílias.




Um centro de noite permitiria, não apenas que a pessoa ficasse inserida na social e profissionalmente, mas também continuar a contribuir financeiramente para o agregado. Ao mesmo tempo possibilita uma intervenção mais integrada, mais estruturada, e não apenas uma intervenção ambulatória, com entrevistas de uma hora, de duas em duas ou de três em três semanas, que apenas tem como objectivo a recuperação da dependência fisica (necessária, mas não suficiente).




Obviamente, que esta resposta, não seria um fim em si mesma, mas um meio... mais uma contribuição para ser aplicada nos casos em que tal seja necessário para satisfazer as necessidades da pessoa alcoólica.




Obviamente, também, seria uma das respostas e não a resposta, devendo ser integrada com outras destinadas não só ao indíviduo, mas também à sua família. Concordo, como refere o Dr. Fernando Andrade (Director do Centro de Atendimento a Toxicodependentes de Bragança), que os Alcoólicos Anónimos e a criação de grupos de auto-ajuda seriam importantes, mas não acredito que seja o suficiente...




* A apresentação efectuda pode ser consultada nesta página.
**Em relação a este aspecto, muito se poderia discutir, mas não é esse o objectivo deste post.

publicado por MAV às 17:41

pesquisar

 

Outubro 2011

D
S
T
Q
Q
S
S
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30
31

comentários recentes

  • A TRÍADE SALOIA Casino Estoril Sol IIINo caso da ...
  • É homenagem a Portugal não vã...
  • obrigado pela informação
  • Buy your World Email Databases - Connect the World...
  • boas,caros colegas, acho impressionante o que se p...
  • Antes de mais dou os parabéns pelo bom gosto com q...
  • Parabéns pelo destaque!
  • Infelizmente a Troika não nos "safa" dos espertos....
  • Gostava de o desafiar a visitar o blog "Dez a fio"...
  • Bom dia,O Ideal Social está novamente em destaque ...

arquivos

2011:

 J F M A M J J A S O N D

2010:

 J F M A M J J A S O N D

2009:

 J F M A M J J A S O N D

2008:

 J F M A M J J A S O N D

2007:

 J F M A M J J A S O N D

2006:

 J F M A M J J A S O N D

links