EM AGENDA

29/04/2011
Comunicação nas Jornadas Nortenhas de Mediação (Porto)
------------------
19, 20 e 21/05/2011
Formador do Curso Básico de Criminologia promovido pela AIDSS (Lisboa)
------------------

mais sobre mim

as minhas fotos

Sexta-feira, 29 DE Outubro DE 2010

só para (re)lembrar: as salas de "chuto"

Num dia em que o IDT foi notícia, ficam aqui alguns resultados daquilo que tem sido a criação das salas de consumo vigiado (as salas de "chuto") em diversos países. Recordo que a criação de salas de consumo vigiado, está prevista na legislação portuguesa, desde 2001...

 

Impacto na Consumo Público de Drogas

… induz uma diminuição nas situações de consumo público de drogas e consequente diminuição do incómodo que estas situações representam para as populações onde essas situações se verificam.

 

Impacto nos Auto-Cuidados de Saúde

… maior consciencialização para os riscos dos comportamentos de consumo;

… alterações nos seus comportamentos higiénicos.

 

Impacto na Partilha de Seringas

… diminuição da utilização partilhada de seringas.

 

Overdoses e Mortes Relacionadas

… diminuição do número de overdoses e um auxilio rápido e eficaz de forma a impedir situações de morte.

 

As SCV como Pontes para Outros Serviços

… influência nos encaminhamentos para outros serviços de saúde, nomeadamente para programas de tratamento livres de drogas, embora dependa da capacidade dos sistemas locais satisfazerem as necessidades dos clientes.

 

Crime

… não se verifica uma concentração de toxicodependentes nestes locais e consequente aumento do crime directamente ou indirectamente associado à toxicodependência.

… diminuição da utilização partilhada de seringas.

publicado por MAV às 23:31
Sexta-feira, 29 DE Outubro DE 2010

Simpósio Nacional: Stress, Burnout e Desordens Emocionais

Hoje (já ontem), no Simpósio em que participei, falou-se (entre muitas outras coisas) da Perturbação de Stress Pós-Traumático. Fica aqui uma (pequena) actualização do que se vai fazendo lá por fora...

 

publicado por MAV às 00:11
Sexta-feira, 22 DE Outubro DE 2010

a acompanhar... e participar se possível...

Em Novembro de 2003 tive a oportunidade de participar num congresso sobre a Perturbação da Identidade de Género, onde abordei "O Papel do Trabalhador Social em Equipas Multidisciplinares no Tratamento da Perturbação da Identidade de Género". Trocado por miúdos, Perturbação de Identidade de Género é o nome dado pela American Psychiatric Association para algo que é normalmente conhecido por transexualidade, no Manual de Diagnóstico e Estatística das Perturbações Mentais.

Lembro-me de, na altura e no final da minha apresentação, ter colocado a questão sobre a presença/existência desta (dita) psicopatologia nos manuais de diagnóstico, e lembro-me de todos os presentes (psicólogos, médicos, psiquiatras, trabalhadores sociais, assistentes sociais, entre outros) terem concordado com a falta de lógica dessa existência, defendendo a retirada desse diagnóstico (à semelhança do que aconteceu com a - na altura entendida como - doença "homossexualidade").

Relembro isto porque vai decorrer amanhã, em Lisboa, uma manifestação, enquadrada na campanha internacional "Stop Trans Patologização - 2012" que visa evitar que o referido manual (DSM) e o seu "homólogo" da Organização Mundial de Saúde (CID), a sair em 2013 e 2014, respectivamente, identifiquem e apresentam a transexualidade como uma doença.

Esta é uma campanha a acompanhar e um evento a, se possível, participar.

publicado por MAV às 23:06
Sábado, 03 DE Outubro DE 2009

intervenções em crise

Na sequência desta notícia, sobre a criação na zona norte do país de uma "via verde do trauma", escrevi isto no twitter:


Leitura Complementar: equipas de intervenção em crise nas esquadras

publicado por MAV às 18:53
Terça-feira, 07 DE Abril DE 2009

para pensar... e agir

«La legalización de las drogas supondría un ahorro de unos 15.000 millones de euros al año en Reino Unido, según un estudio de la organización Transform. Ese es el coste de las políticas sanitarias, contra el crimen y contra el comercio ilegal de sustancias.» [link]

publicado por MAV às 21:21
Terça-feira, 07 DE Abril DE 2009

os charros e os copos

Tenho, por diversas vezes, sido crítico da actuação do Instituto da Droga e da Toxicodependência e/ou das declarações do seu presidente (João Goulão). Contudo, o mesmo não invalida que Goulão seja um conhecedor, a diversos níveis (pela prática profissional e pelos de "dedicação à causa") desta temática e área de intervenção.

Digo isto (garantindo que não me "estou a fazer" a nenhum cargo) para evidenciar umas declarações do mesmo à Notícias Magazine, às quais cheguei por aqui. Refere João Goulão, sendo que me revejo totalmente nas suas declarações:

«Muitos pais ficam assustados quando percebem que o seu filho fuma um charro, mas desvalorizam que apanhe bebedeiras todos os fins-de-semana»

publicado por MAV às 16:17
Domingo, 08 DE Fevereiro DE 2009

uma pessoa pode cair do cavalo, bater com a cabeça e morrer...

«O presidente de um corpo independente de especialistas que trabalha com o Governo inglês sobre assuntos relacionados com drogas sugere que o ecstasy passe da classificação de classe A - a mais nociva para a saúde humana - para B, uma vez que, considera, «não é mais perigosa do que andar a cavalo».[aqui

publicado por MAV às 17:42
Domingo, 08 DE Fevereiro DE 2009

prevenir... proibindo...

Pelo que se pode ler na comunicação social, o governo prepara-se para, sob proposta do Instituto da Droga e da Toxicodependência, aumentar a idade mínima para venda de álcool para os 18 anos e diminuir a taxa legal de alcoolemia para 0,2 gramas de álcool por litro de sangue nos novos condutores. Isto, como forma de combater o alcoolismo em Portugal, nomeadamente no que se refere à população mais jovem.

Embora passível de uma análise mais pormenorizada, não me parece que estas propostas apresentadas pelo presidente do Instituto da Droga e da Toxicodependência (Dr. João Goulão) tenham grande efeito prático.

No que respeita à proibição de venda de bebidas alcoólicas a menores de 18 anos, penso que o impacto desta medida seria o mesmo da altura em que se colocou a idade mínima nos 16 anos. Isto é: praticamente nenhum...

Já outra comentário me surge sobre a diminuição para 0,2 gramas por litro de sangue como taxa máxima legal de alcoolemia para os novos condutores. Ou melhor, surgem-me dois:

  1. A diminuição não deveria ser para os novos condutores, mas sim para a totalidade dos mesmos, até pelas razões que apresento no ponto seguinte;
  2. A diminuição não deveria ser para 0,2, mas sim para 0,0. Ou seja, deveria ser proibido a condução a pessoas que tivessem consumido bebidas alcolólicas, independentemente da quantidade. Embora, obviamente os efeitos do álcool na condução sejam mais moderados com 0,2 do que com 0,5, a verdade é que esses efeitos existem e diminuem (entre outras coisas) a capacidade de reacção dos indíviduos.

Uma nota final global: embora não seja de estranhar (quem ainda se lembra dos planos municipais de prevenção), e repito, passível de uma análise mais pormenorizada, sente-se a falta de verdadeiras medidas preventivas que vão além de medidas proibitivas

publicado por MAV às 15:38
Segunda-feira, 28 DE Julho DE 2008

seria de esperar outra coisa?

[via correio da manhã]

publicado por MAV às 11:30
Segunda-feira, 21 DE Julho DE 2008

se adoecer em Vila Franca de Xira... tenha medo... muito medo...

Por mais que tente existem determinadas situações que não consigo compreender. Este é um desses casos.

Pelo que o JN apresenta, um médico foi considerado inimputável visto apresentar um diagnóstico de uma perturbação mental: esquizofrenia paranóide (ver aqui os critérios de diagnóstico). Por esse motivo não vai ser julgado por crimes de injúrias, ameaças e tentativa de homicidio (com um machado) a vizinhos.

Se a resposta a esta situação fosse o internamento compulsivo do referido médico compreendia-se. Contudo não é isso que vai acontecer, embora ele vá passar muito do seu tempo num estabelecimento de saúde.

Mas, esse tempo vai ser a passado a dar consultas, visto que "a Administração Regional de Saúde de Lisboa e Vale do Tejo (ARSLVT) não teve em conta o parecer e o médico regressará ao trabalho a 12 de Agosto" 

publicado por MAV às 20:09

pesquisar

 

Outubro 2011

D
S
T
Q
Q
S
S
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30
31

comentários recentes

  • A TRÍADE SALOIA Casino Estoril Sol IIINo caso da ...
  • É homenagem a Portugal não vã...
  • obrigado pela informação
  • Buy your World Email Databases - Connect the World...
  • boas,caros colegas, acho impressionante o que se p...
  • Antes de mais dou os parabéns pelo bom gosto com q...
  • Parabéns pelo destaque!
  • Infelizmente a Troika não nos "safa" dos espertos....
  • Gostava de o desafiar a visitar o blog "Dez a fio"...
  • Bom dia,O Ideal Social está novamente em destaque ...

arquivos

2011:

 J F M A M J J A S O N D

2010:

 J F M A M J J A S O N D

2009:

 J F M A M J J A S O N D

2008:

 J F M A M J J A S O N D

2007:

 J F M A M J J A S O N D

2006:

 J F M A M J J A S O N D

links